terça-feira, 6 de novembro de 2007

Ecominência

Princesa: Eu nunca disse que iria ser a pessoa certa para você. Mas sou eu quem te adora.

Plebeu: Eu não consigo esconder. Certo ou errado, eu quero ter você.
Você sabe que eu não sei jogar. Não tenho teu dom de representar. Eu até tento aparentar frieza, mas não dá.

Princesa: Se fico muito tempo sem te procurar, é para saudade nos aproximar e eu já não via a hora.

Plebeu: Não dá para ocultar. Algo preso quer sair do meu olhar, quer quebrar quilômetros e te alcançar. Tocar o seu olhar, te fazer me enxergar e se enxergar em mim.

Princesa: Mas quando eu disse "te amo" você pareceu não ligar. E diz que já não pensa e já não quer pensar, dizendo que não sente nada.

Plebeu: É que quero acreditar que estou lembrando menos de você. Falta pouco para me convencer que sou a pessoa errada.

***

Princesa: Mas você me adora?

Plebeu: Meus lábios tem a resposta.

Enfim, eles se beijam.